Not Available in Your Country
Notas de aplicação

Microscopia de rotina: ergonomia para melhorar a produtividade


“Para os histopatologistas, é muito importante ter um microscópio plenamente ergonômico, pois é uma rotina muito intensa... É comum trabalhar de 4 a 6 horas com o microscópio”. Delaram Kermani, consultora de patologia celular no North Middlesex University Hospital, conhece isso de perto, infelizmente, ela sofreu com dores e teve lesões devido ao trabalho.

Neste artigo, James Geary, fisioterapeuta no Royal Lancaster Infirmary, Lancaster, RU, descreve os problemas encontrados por profissionais que executam tarefas diárias nos microscópios. A lista de verificação de 5 itens mostrará as etapas necessárias para o ajuste ergonômico do microscópio tendo em mente a história que demonstra como a mudança do equipamento e a personalização proporcionam benefícios concretos e imediatos, reduzem a dor e aumentam a produtividade.

Microscope ergonomics

À primeira vista

  • A ergonomia do microscópio é fundamental nos microscópios para rotina clínica.
  • Ficar sentado em uma posição desconfortável pode causar dor nas costas, no pescoço, nos ombros, nos braços e nas mãos do usuário.
  • Os microscópios ergonômicos são caracterizados pela flexibilidade do tubo de observação e dos botões e de controles mais baixos, que ajudam o usuário a manter uma postura confortável.
  • A articulação do equipamento, a configuração e a personalização do equipamento reduz o risco de lesões e evita o atraso no processo de trabalho causado por pedidos de licenças médicas.
  • Os microscópios melhoram a eficiência do processo em todos os lugares em que a microscopia de rotina clínica é necessária.

Condições ideais de trabalho para microscopia

No mundo atual, a ergonomia está presente em todo lugar; um dicionário define ergonomia como “o estudo científico de pessoas e suas condições de trabalho, com atenção especial no aumento da eficiência.” Trabalhar em um ambiente com design ergonômico ajuda a prevenir lesões e contribui para o bem-estar e a produtividade geral da equipe. Quando se trata de microscopia, a ergonomia é particularmente importante, pois a natureza do trabalho provoca restrições excepcionalmente específicas na postura do usuário. Como o fisioterapeuta James Geary destaca: “Os usuários tendem a ficar com os pescoços ligeiramente para frente para alcançar as oculares. Isso, frequentemente, provoca o uso excessivo dos músculos das costas e do pescoço, assim como a compressão frontal das juntas do pescoço. Nós também vemos muitos problemas de tensão muscular. Os músculos não têm como descansar, isso pode causar dor e fadiga."

Muitos profissionais que trabalham em ambiente de pesquisa, clínica e industrial, fazem uso do microscópio regularmente. No entanto, existem certas rotinas, como na patologia, em que a microscopia toma um tempo significativo das atividades diárias — às vezes tomando mais de 50% do tempo de trabalho. O chamado ‘microscópio para rotina’ apresenta desafios adicionais na prevenção de lesões. Uma maneira de estabelecer um espaço confortável de trabalho de rotina de microscopia profissional é adquirir microscópios que podem se ajustar individualmente a cada usuário. A configuração personalizada proporciona um grau de customização muito maior quando comparada com as estações de trabalho em que vários usuários usam os mesmos tipos de ajuste. A altura do usuário é particularmente importante para se determinar o ajuste ideal.

Qual é a diferença do microscópio ergonômico?

Em resposta às exigências específicas da microscopia de rotina, foram desenvolvidos microscópios exclusivos que atendem às necessidades de cada usuário. Recursos específicos, que normalmente não estão presentes nos microscópios convencionais, permitem que os usuários fiquem em uma posição confortável durante longos períodos de trabalho.

Por exemplo, o tubo de observação flexível permite que o usuário posicione as oculares próximas aos olhos em vez de fazer com que o usuário mova a cabeça para frente. James comenta sobre o caso de um usuário de microscópio que mencionou que estava com dor no pescoço. “Seu microscópio estava posicionado muito para dentro da mesa, então, ele tinha que se esticar para alcançar as oculares. Nós o aconselhamos a colocar o microscópio próximo à borda da mesa para ele poder ficar mais perto, mas o ajuste da altura do microscópio não era adequado. Ele não conseguiu ficar próximo o suficiente e ainda precisava se inclinar para frente para alcançar a ocular.”

A baixa posição dos controles e da platina do microscópio também ajudam, eles reduzem a frequência dos movimentos da mão e do braço e diminuem o risco de uso excessivo dos músculos. James comenta: “Os tipos de lesões musculares que nós vemos são semelhantes às lesões causadas pelo uso excessivo do cotovelo de um tenista. Também constatamos a tenossinovite De Quervian no polegar, que é provocada pela manutenção contínua, por longos períodos de tempo, do polegar para cima, contra a gravidade. Se avançarmos um pouco mais no braço, nós também encontramos problemas no manguito do rotador e contusões no ombro — existem vários tipos de problemas.”

Optimal Working Conditions in Microscopy
Optimal Working Conditions in Microscopy
Optimal Working Conditions in Microscopy
Optimal Working Conditions in Microscopy

Figura 1: o tubo de observação ergonômico do BX46 se move para frente, para trás e muda a inclinação.

Realize a rotina em uma posição confortável

A Olympus desenvolveu uma variedade de microscópios clínicos que enfrentam os desafios da microscopia de rotina. Através de uma análise minuciosa das etapas da microscopia de rotina, as estruturas dos microscópios foram projetadas para otimizar o posicionamento dos controles e aumentar a quantidade de ajustes adicionais. Como resultado final temos maior conforto dos usuários, melhora na produtividade e redução do risco de erros. O microscópio clínico BX46 é especialmente importante, ele possui um ‘tubo de observação’ ergonômico e flexível exclusivo que permite avançar, subir e mudar a inclinação para se ajustar à posição do olho do usuário (figura 1).

O BX46 também possui platina com altura fixa e controles mais baixos que facilitam e agilizam a troca das amostras e reduzem a tensão do antebraço durante a operação (figura 2). Esses recursos tratam especificamente dos desafios da microscopia de rotina e auxiliam na identificação da configuração ideal para o usuário. Como James explica: “A configuração ideal é aquela em que as suas costas e o seu pescoço ficam em uma posição neutra e permite que o microscópio chegue até você — o BX46 faz exatamente isso.”

Get Comfortable in Your Routine

Figura 2: Com a platina e os controles em uma posição mais baixa o usuário pode apoiar os braços e as mãos na mesa mantendo uma posição natural enquanto move a platina e o foco da amostra.

Como ajustar o microscópio de modo ergonômico

Quando o microscópio adequado for selecionado, é necessário levar em consideração, cuidadosamente, todas suas características ergonômicas. A verificação de cinco palavras pode ajudá-lo a se lembrar de tudo que é preciso para ter um fluxo de trabalho ergonômico — C.M.O.B.M. (Cadeira, Mesa, Ocular, Braços, Movimento) — e trabalhar com uma postura mais confortável.

Cadeira.

Você deve começar de baixo para cima. Comece com a cadeira, verifique se você está na posição adequada. Certifique-se que a parte inferior das suas costas está bem posicionada na cadeira e que a espinha lombar está amparada. Se a espinha lombar está amparada, isso proporcionará uma boa postura para o resto das costas, incluindo o pescoço.

Mesa.

Outro fator importante a se levar em conta é a posição do microscópio na mesa. O microscópio deve ficar o mais próximo possível da beira da mesa para evitar que você se incline muito para frente para ver as oculares.

Oculares.

Ao usar um microscópio ergonômico com tubo de observação flexível outros ajustes podem ser realizados para definir de forma individual a posição das oculares. Por exemplo, o usuário pode aproximar as oculares ou girá-las para trabalhar em um ângulo de visão mais horizontal.

Braços.

Sem a configuração ergonômica adequada, geralmente existe alguma tensão nos braços. A tensão pode ser reduzida ao posicionar os controles de foco em um local em que os braços fiquem em uma posição relaxada.

Movimento.

Uma consideração final para a configuração do microscópio é a capacidade dele mudar de posição assim que a posição em que se trabalha começa a ficar desconfortável. É muito bom fazer pequenos movimentos — mesmo que você esteja em uma posição ergonômica. Os seres humanos não gostam de ficar na mesma posição o dia inteiro, mudar a posição pode diminuir o cansaço.

Optimal Working Conditions in Microscopy

Author: James Geary
Autor:
James Geary

Fisioterapeuta no Royal Lancaster Infirmary Lancaster, UK


Estudo de caso: Delaram Kermani, Consultor em patologia celular


 

Delaram Kermani
Delaram Kermani
Consultora em patologia celular no North Middlesex University Hospital, Londres, RU.

O caso da consultora em patologia celular na North Middlesex University Hospital, Londres, RU — Delaram Kermani — ilustra bem a importância do ajuste correto do microscópio e da postura de trabalho adequada. A patologia celular é uma área que depende muito da microscopia, consequentemente, ela toma uma parte importante da rotina diária. “Minha função exige a utilização do microscópio de quatro a seis horas, algumas vezes, até oito horas por dia,” comenta Delaram. “O trabalho depende muito da microscopia.”

Como resultado do trabalho com microscopia, Delaram começou a sentir dor. “Quando eu comecei a trabalhar como consultora, eles compraram para mim um novo microscópio. O que eu estava acostumado a usar tinha um tubo de observação ergonômico, mas o que eles haviam acabado de comprar para mim não. Inicialmente, eu comecei a sentir dores no meu pescoço, então, eu comecei a colocar um livro sobre o microscópio para deixá-lo mais alto; eu parei de sentir a dor no pescoço, mas eu comecei a sentir dores nas costas.”

Olympus’ fully ergonomic BX46 upright microscope

Figura 3: o microscópio vertical BX46, completamente ergonômico, da Olympus possui um tubo de observação com recurso de ajuste tridimensional.

A dor que Delaram começou a sentir, provocada pela microscopia de rotina, começou a aumentar rapidamente. “Eu estava sempre de licença médica devido às dores nas costas. Nesse período, eu fiz fisioterapia, fiz exercícios para as costas e muita hidroterapia. Mas assim que eu voltava a trabalhar, as dores voltavam depois de duas semanas.”

Durante uma sessão de fisioterapia, Delaram entrou em contato com a Olympus para obter informações de como ajustar, de maneira ergonômica, seu microscópio. “Um dos meus colegas me sugeriu a utilização de um tubo de observação ergonômico — talvez isso poderia ajudar. Eu liguei para um representante da Olympus e ele me emprestou um tubo de observação que estava disponível para eu fazer uma experiência. Quando eu comecei a usá-lo, a dor começou a melhorar gradualmente. Isso foi muito importante para mim, e foi aí que percebi que era disso que eu precisava, isso estava me ajudando a não sentir mais dor.”

O tubo de observação totalmente ergonômico da Olympus, como o do microscópio vertical BX46 — figura 3 —, proporciona flexibilidade em todas as direções e se ajusta a usuários com alturas diferentes e que trabalham em outras posições. Delaram declara: “Eu costumava deixar o microscópio muito para frente, até um pouco fora da mesa, para poder ficar próxima das oculares. Agora, com este novo tubo de observação, eu não preciso aproximar o microscópio, eu só preciso inclinar a cabeça. Você pode manter o pescoço em uma posição bem reta quando está usando o tubo de observação; quando você pensa que pode usar o microscópio durante cinco, seis horas, imagine a diferença que isso pode fazer no posicionamento do pescoço e das costas.”

Uma outra característica ergonômica importante do microscópio é a altura baixa da platina e dos controles. Delaram comenta: “A platina do microscópio anterior era muito alta, isso fazia com que eu sentisse muita dor no pulso. Eu costumava usar um mousepad embaixo do braço para deixá-lo um pouco mais alto. Agora, meu pulso pode ficar apoiado sobre à mesa em vez de ficar suspenso.”

O caso de Delaram Kermani mostra a importância da escolha, do ajuste e da personalização tem no conforto do usuário. O conhecimento especializado da Olympus em microscopia e em ergonomia podem ajudar a prevenir e reduzir as lesões relacionadas às tarefas de rotina de microscopia. Delaram acrescenta: “A medicina do trabalho conhece os problemas mais gerais, mas eles não têm como conhecer os problemas específicos da microscopia. No meu caso, a Olympus me deu um conselho muito útil, definitivamente.”

Resumo

Quando se trata de ergonomia, a microscopia de rotina possui exigências específicas que são diferentes para os usuários de outros tipos de microscopia. Se um usuário passa muitas horas trabalhando no microscópio, a má postura pode provocar rapidamente dores nas costas, no pescoço e no pulso. Além disso, depois que se começou a sentir dor, a recuperação pode ser um processo lento e pode exigir mudanças radicais nos padrões de trabalho — como a de não poder trabalhar mais com microscópio.

Baseado nas exigências ergonômicas dos microscópios clínicos, a Olympus desenvolveu uma estrutura completamente ergonômica para o microscópio BX46. Com o tubo de observação com ajuste tridimensional, a platina, os controles mais baixos e as alças ergonômicas, ele atende às rigorosas exigências dos profissionais que trabalham com microscopia de rotina. Esses recursos proporcionam um trabalho de rotina confortável, reduzem a ausência ao trabalho da equipe e permitem um fluxo de trabalho eficiente e produtivo.

Products used for this application

Microscópio clínico

BX46

  • Design ergonômico imbatível
  • Primeiro tubo telescópico, basculante e com levantamento do mundo
  • Platina fixa ultrabaixa

was successfully added to your bookmarks

View BookmarksClose

Maximum Compare Limit of 5 Items

Please adjust your selection to be no more than 5 items to compare at once

Sorry, this page is not
available in your country.

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho, analisar o tráfego e para e verificar os anúncios. Se você não alterar as configurações da web, este site continuará a utilizar os cookies. Para obter mais informações sobre a utilização dos cookies neste site e como restringir sua utilização, consulte nossa Política sobre cookies.

OK